Adidas e Nike: uma trajetória de luta

6Recompensas
×1

Adidas e Nike são dois grandes reis do paraíso esportivo

Adidas e Nike

Hoje em dia o mundo é da publicidade. Chegamos em um situação que qualquer parcela de nossas vidas se completa com propagandas, marketing e vendas. Muitos produtos do cotidiano perderam seus nomes e são conhecidos pela marca. A nossa cultura está tão envolvida com isso que mesmo durante o tempo livre estamos envolvidos com números e campanhas.

O esporte é um grande exemplo da importância do consumo no presente. A Adidas e a Nike são dois grandes reis do paraíso esportivo.

 

Adidas:

Em 1920, na época pós Primeira Guerra Mundial, o alemão Adi Dassler confecciona o seu primeiro calçado esportivo a partir dos precários materiais disponíveis na época. Nada poderia assegurá-lo que ele se transformaria em um dos maiores empresários da área.

Em 1948, Dassler registrou a sua marca com as famosas e inconfundíveis três fileiras e o nome Adidas, que partiu do seu primeiro nome e sobrenome. Na década de 50 a Adidas já era uma marca bastante conhecida na Alemanha, mas foi com o Mundial de Futebol de 1954, em que a seleção do país utilizou seus produtos, que a marca tornou-se mundialmente conhecida.

Os anos foram passando e a Adidas se tornou uma das marcas mais utilizada em campeonatos e competições esportivas em todos os países. Dassler resolveu não se limitar a apenas um esporte, mas sim investir em futebol, boxe, etc., passando por figuras conhecidas como Muhammed Ali e Jesse Owens.

Adi Dassler faleceu em 1978 e seu filho Horst fica a frente da companhia. Nessa época as estratégias de marketing e publicidade da Adidas era um exemplo mundial de inovação no esporte. Subitamente, em 1897, o herdeiro do império Adidas falece.

A viúva de Adi decide, então, decide converter a companhia em corporação na década de 80, porém, o câmbio afeta a situação da empresa e começam a surgir grandes empresas concorrentes. Por isso, eles tiveram que começar a agir para retomar a situação anterior.

adidas_otoño_2012-598x450

Para isso, nos anos 90 eles começam a lançar diferentes linhas de produtos: desde linhas totalmente esportivas até roupas mais informais para jovens, que viviam a época do grunge e das roupas com o estilo “rockeiro”, moda que a Adidas consegue atingir. Em 1998, a Adidas se junta ao grupo Salomón e criam o Adidas-Salomón A.G. e com essa fusão surge um dos mais importantes grupos envolvidos com produtos esportivos no mundo: enquanto a Adidas é importante na Europa, Salomón tem um grande público nos Estados Unidos e Japão, país onde a Nike reinava.

Em 2002, após ter sido o patrocinador oficial de torneios esportivos mundiais e estando presente em muitos outros, Adidas-Salomon é a primeira marca a lançar o “Customization Experience”, ou seja, a experiência de customização. Isso consiste que os clientes da empresa podem criar e idealizar os produtos perfeitos para eles.

Adidas sempre esteve bastante presente no futebol, por isso muito dos grandes jogadores já utilizaram produtos e foram patrocinados pela Adidas, como: David Beckham, Raúl, Zidane, Michael Ballack. Oliver Kahn, Rui Costa, Alessandro Del Piero, Patrick Viera, Kaká, etc.

Hoje em dia, a Adidas é a marca relacionada a esportes mais antiga vigente. Entretanto, ela continua inovando para se manter nos primeiros postos.

 

Nike:

A história da Nike pode ser resumida como casual. Tudo começou com a paixão pelo esporte cultivada por Phil Knight, estudante da Universidade de Oregon. O jovem, recém-formado em administração, viajou para o Japão no final dos anos 50 e conseguiu uma entrevista com a empresa Tiger, uma das maiores no âmbito esportivo no país. Ele começou a trabalhar como representante de vendas da marca nos Estados Unidos, e com essa experiência ele pode começar a elaborar a sua própria marca de artigos esportivos.

Sua primeira empresa foi Blue Ribbon Sports, e depois de alguns meses ele decidiu mudar o nome para Nike, que significa vitória em grego. Algum tempo depois, Bill Bowerman, um amigo de universidade, se une a ele nessa empreitada e se torna o responsável pelos desenhos dos calçados. O negócio começa a dar tão certo que em 1971 os dois pedem a uma estudante de desenho que ela crie um novo logo para a marca. A moça em questão era Caroline Davidson, que posteriormente iria se casar com Phil Knight.

Nos anos 70 a Nike termina as suas relações com as empresas japonesas e começa a produzir sua linha de calçados totalmente exclusiva. Knight idealiza uma estratégia de publicidade voltada ao esporte, área em que ele desejava realmente atuar, e para isso contrata um representante para vender o produto em universidades e pequenos times. Em poucos anos, a empresa torna-se amplamente conhecida e decidem criar outros artigos esportivos, como camisetas, calças, gorros, etc. A partir disso, Nike começa a ter um papel importante em campeonatos esportivos e conquista o público dos esportes.

Na década de 80 a Nike contrata uma agência de publicidade, a Wieden & Kennedy, e começa a investir seriamente em propagandas e marketing empresarial. É nessa época que a popularidade da Nike cresce exponencialmente, especialmente entre os jovens norte-americanos. Entretanto, a concorrência também aumenta, principalmente com a Reebok.

NIKE-SIGN-598x281

Mas o golpe de marketing final que fez a marca se tornar o que ele é hoje foi a parceria com Michael Jordan. Começa uma fase brilhante para a empresa, que rapidamente se dá conta de que Jordan é uma mina de ouro. Eles desenham uma linha de calçados inspiradas no jogador de basquete chamada Air Force e depois Air Flight. Depois disso, mais jogadores de basquete iniciam parceria com a Nike. É nessa época também que eles lançam seu famoso slogan, o “Just Do It”, que se tornou tão conhecido quanto o próprio nome da marca.

Dessa forma, Nike conquistou um ótimo lugar no mercado de artigos esportivos por meio da sua ótima publicidade e marketing. O início dos anos 90 foi o tempo de ouro da empresa, já que suas roupas e acessórios eram utilizados por quase todos os norte-americanos. Assim como a Adidas, ela também desempenha um papel importante como grande incentivador do esporte, independentemente da modalidade.

Os principais esportistas que já tiveram parceria com a Nike foram: Charles Barkley, Tim Duncan, Gary Payton, Ken Griffey, John McEnroe, André Agassi, Pete Sampras, Ronaldo, Romario, Ben Olsen, Maurice Greene, Marion Jones, Michael Jonson, Tiger Woods, etc.

Denunciar conteúdo

Tem algo a dizer? Esse é seu momento.

Se quer receber notificações de todos os novos comentários, deve entrar no Beevoz com o seu utilizador. Para isso deve estar registado.